+55 11 2450.7322

Seduzir, atrair e conquistar clientes é uma necessidade latente de qualquer negócio. Como fazer isso otimizando os recursos disponíveis, basicamente, dinheiro e capital humano? A resposta está no título. Marketing. No entanto, nem tudo é marketing. Fazer um site novo, anunciar no Google, postar no Facebook, isso não é marketing. Fazer campanha de lançamento, desenvolver novos produtos e serviços, isso também não é marketing. Então o que é marketing?

Marketing é estratégia, marketing é transacional, marketing é entregar valor. É comum as empresas acharem que estão fazendo marketing, mas na verdade, estão fazendo comunicação a revelia, a esmo, tiro de metralhadora, estratégia Rambo. Marketing é tiro de precisão, é assertividade, é gerar fatura, é aumentar receita, é surpreender, engajar, entregar valor. Algumas empresas acreditam estar fazendo marketing, mas na verdade, estão fazendo espuma, isso mesmo, gerando volume sem consistência, sem densidade, sem solidez. E o cerne do problema está na confusão de propaganda com marketing, pois marketing é estratégia, propaganda é ferramenta. O marketing dá o norte, a propaganda segue o que foi definido na estratégia de marketing. Imagine um exército sem general, sem capitão, sem sargento, é a propaganda sem o marketing, é o tiro sem trajetória calculada.

Por isso, é importante ter um bom plano de marketing com estratégias visando desde a construção e fortalecimento de marca até o monitoramento diário do funil de vendas. Tudo sempre com foco em aumentar a conversão em vendas. O marketing tem como prerrogativa aquecer o departamento de vendas, que por sua vez se abastece do tráfego gerado pelas campanhas e faz disso a fonte de geração de receitas do negócio.

Share This